sábado, maio 02, 2009

Augusto Boal, o caro amigo

Ele se foi aos 78 anos. Deitou raízes no Brasil e no mundo. Viva Boal!

Principal liderança do Teatro de Arena de São Paulo nos anos 1960. Criador do Teatro do Oprimido, metodologia internacionalmente conhecida que alia teatro a ação social.



Tem vários livros teóricos sobre o seu fazer teatral: O Teatro do Oprimido e Outras Políticas Poéticas, 1975; 200 Exercícios para Ator e o Não-Ator com Vontade de Dizer Algo através do Teatro, 1977; Técnicas Latino-Americanas de Teatro Popular, 1979; Stop: C'est Magique, 1980; Teatro de Augusto Boal, , vol. 1 e 2, 1986 e 1990; Jogos para Atores e Não Atores, 1988; Teatro Legislativo, 1996. Escreve dois textos autobiográficos, Milagre no Brasil, em 1977, e Hamlet e o Filho do Padeiro, em 2000.

Alguns prêmios no exterior: Officier de l'Ordre des Arts et des Lettres, outorgado pelo Ministério da Cultura e da Comunicação da França, em 1981, Medalha Pablo Picasso, atribuída pela Unesco em 1994. Em 2009, é nomeado embaixador mundial do teatro pela Unesco.

Disse o crítico Yan Michalski: " Até o golpe de 1964, a atuação de Augusto Boal à frente do Teatro de Arena foi decisiva para forjar o perfil dos mais importantes passos que o teatro brasileiro deu na virada entre as décadas de 1950 e 1960. Uma privilegiada combinação entre profundos conhecimentos especializados e uma visão progressista da função social do teatro conferiu-lhe, nessa fase, uma destacada posição de liderança. Entre o golpe e a sua saída para o exílio, essa liderança transferiu-se para o campo da resistência contra o arbítrio, e foi exercida com coragem e determinação. No exílio, reciclando a sua ação para um terreno intermediário entre teatro e pedagogia, ele lançou teses e métodos que encontraram significativa receptividade pelo mundo afora, e fizeram dele o homem de teatro brasileiro mais conhecido e respeitado fora do seu país".



Chico para Boal




Indicado ao Nobel da Paz em 2008



Imagens do projeto Teatro do Oprimido nas Escolas desenvolvido pelo CTO-Rio em 2006 e 2007



3 comentários:

Nadia Gal Stabile disse...

OI BETH!! que coisa!! nem sabia!! que tristeza!! que grande perda!! caramba!!

Elizabeth disse...

Grande, enorme perda para este país, para nós todos.

Nadia Gal Stabile disse...

http://sarauxyz.blogspot.com/2009/05/ronaldo-franco-alegrou-me-com-sua.html?showComment=1241367420000#c6001494851229055271

Beth, escrevi isto aqui!! pra tentar desabafar!!abração