terça-feira, julho 09, 2013

Poema de Raimundo Arruda Sobrinho, que foi escritor nas ruas de SP

Sonho Uma humanidade cujos membros funcionem com a perfeição de todas as peças do mais refinado engenho. Ass "O Condicionado" SP 21-3-1999+8(c)

Um comentário:

Bruno Alves disse...

Acompanhei o resumo da estória.Muito bom!!!