segunda-feira, setembro 13, 2010

Wesley Duke Lee (1931-2010)

A Zona: Considerações – Retrato de Assis Chateaubriand - 1968 - Ambiente: óleo sobre tela, estrutura metálica e acrílico






















A justa medida é a mensagem (Série Caligrafia, ideograma) - 1977 - Caligrafia.
Soube agora que o grande artista morreu ontem. Ou ficou encantado, como merece. Homem e artista mais brilhante que já tive a sorte de conhecer.
Escrevi sobre e para Wesley aqui.
Meses atrás já se encantaram os amigos Massao Ohno e Roberto Piva, o primeiro editou e o segundo teve seu primeiro livro de poemas, de 1963, Paranóia, ilustrado pelas fotos de Wesley.
"Feliz é quem as Musas amam" foi o titulo da entrevista que fiz com Wesley, anos atrás, encomenda de Tide Hellmeister, outro gênio das artes.Que triste, nenhum ficou.

2 comentários:

Heloise disse...

Triste mesmo. Que privilégio ter podido entrevistá-lo, Beth.
Beijos.

Elizabeth disse...

Um grande privilégio, inesquecivel.Beijo