sábado, junho 12, 2010

Massao Ohno: Reiniciaremos tudo novamente?

Devaneio ao Crepúsculo:textos que Massao escreveu para Tide Hellmeister em 1994:

***Pois é, meu caro. Como diria Drummond, 'o primeiro amor passou, o segundo amor passou..et la vie continue'.
Trinta anos se passaram e tudo ficou muito mais caótico. Tivemos que criar técnicas mais sofisticadas de sobrevivência,perder a ternura sem endurecer,aprender a dissimular sem mentir, a responder com perguntas, a proferir sem nenhum eco em resposta. Somos os mistificadores do caos. Que os deuses nos poupem. Somos uma hipótese sem tese.Indemonstráveis , portanto".

.
***Brecht aconselhava: 'Quando tudo estiver perdido,monte um bar.' Os bares proliferaram e disso nada resultou. Os bêbados é que mudaram.Não se faz mais ébrios como antigamente,sociais, brilhantes, abertos. A bebida, de dionisíaca passou a apolínea. E nada pior do que um etilista frio, individualista, calculista".
.
***Músicos, poetas, pintores,artistas, no geral e no particular,insurgi-vos! O mundo não é apenas um vasto circo de variedades, de consumo frenético. Vive ré um ato prodigioso, uma dádiva a ser desfrutada, segundo a segundo, até a finitude. Á la Lispector; 'Haverá um dia, em que haverá um mês, em que haverá uma semana, em que haverá um dia, em que haverá uma hora, em que haverá um minuto, em que haverá um segundo, e dentro do segundo haverá o não-tempo sagrado da morte transfigurada. Vida.'

.
***Noves fora, zero.
Reiniciaremos tudo novamente?

(De Massao Ohno para Tide, outono de 1994)

5 comentários:

Daniel disse...

Uma surpresa agradável conhecer o seu blog. Gostaria de adicioná-lo à listagem do meu. Cheguei a ele depois de assistir o documentário Santa Liberdade, de Margarita Ledo Andión, atrás de algo sobre o comando "Viva Babel", do Pepe Velo.

Un saúdo cordial.

Tania Mendes disse...

Mas esse Tide não apenas falou e disse! Deu o tom do que vivemos hoje. E esta frase é genial: O mundo não é apenas um vasto circo de variedades, de consumo frenético.

elizabeth disse...

Foi o Massao que escreveu esse texto brilhante, para o Tide.
A cara desses tempos, né?Pena que vamos perdendo aos poucos gente dessa estirpe.

Tania Mendes disse...

Ah, perdão, mas errei por pouco, pois acho que seu amigo Tide diria o mesmo texto, é da estirpe de Massao e outros que apesar de poucos valem muito mais...

Elizabeth disse...

Tem razão amiga, o Tide achava a mesma coisa, saudades dele.