quinta-feira, março 04, 2010

Viva Piva

Espetáculo para arrecadar fundos para o grande poeta Roberto Piva, que passou por uma angioplastia e precisa de recursos para seu tratamento médico.
Grandes poetas nunca têm dinheiro.Maiakóvski dizia que os poemas nao lhe deram rublos, mas ele apenas precisava de uma camisa lavada e clara. Piva é fã de Maiakóvski.
Quem puder ir sábado, assistirá, tenho a certeza, a um comovente espetáculo.

A partir das 20h30
Rua Virgilio de Carvalho Pinto,426, Pinheiros

Não será cobrado ingresso, mas aceitas doações em dinheiro ou cheque.

Roberto Piva
CPF 565.802.828-00
Banco Itau
Agencia 0036
conta 20592-0


IV

Dêem-me um anestésico. A vida dói e arde.

Não sei controlar meus impulsos demoníacos.

Não acredito em forças de outro mundo.

Sou eu, meus versos e o perigo das frações.

Arranco minhas víceras poéticas do ostracismo.

Trezentos dias e cinqüenta noites marianas.

O caracol de meus cabelos caídos no chão de espelhos.

O sangue e os olhos transformados em areia cinza.

A árvore sem galhos esconde os meninos saltimbancos.

Foi-se o tempo em que se acreditava nas histórias ditas.

Sempre começo pelo meio e jamais olho para os lados,

enquanto rio e sufoco meu próprio rosto turvo.

Minha maquiagem, os primeiros tombos das gaivotas.

Atiro farpas e pragas para antigos e mórbidos desejos.

A torre delirante de um neocórtex em latência,

ou o pedúnculo, ou o miocárdio, ou o octocentésimo.

Quatro poemas nos espaços angustiados do processo.

Sou eu? Sou ateu? De que me valem as respostas?

As idéias me levam ao eterno estado de castidade

entrelaçado neste puro estado de sonho e malogro.

4 comentários:

Fernando J. Pimenta disse...

Está aí um grande poeta completamente ignorado pelo cânone lírico.

Elizabeth disse...

Ele começa a ser reconhecido, Editora Globo publicou obras completas, não tem jeito de negar.

matheus matheus disse...

EU aqui só posso torcer para que ele fique bem. Em breve publicarei texto a respeito do bacante genial.

eexs disse...

É muito conhecido pelos grandes intelectuais ,sua obra é verdadeiramente beat ao contrário de outros componentes de sua época no Brazil . Outro grande poeta, este sim desconhecido por ter uma obra de duração curta como Rimbaud é :
ÉRICO MAX MULLER : - publicações -Um anjo morto na encosta e Corpo Cincunscrito