domingo, janeiro 24, 2010

Homens que amam as mulheres

"As que simplesmente vemos nas ruas, as que se não saíssem transformariam todas as ruas em passagens sem vida"

Para o Capitão Pepe, um homem que sempre amou, ama e amará as mulheres, e que escreveu esse lindo comentário aqui embaixo no filme do Truffaut:


"E é possível deixar de amar as mulheres? Começa cedo, com as mães e não termina nunca. Morrerei desejando que, após queimado, minhas cinzas sejam usadas por uma fábrica de talco. Amamos as irmãs (biológicas e "adotadas"). Amamos as filhas (biológicas e "adotadas"). Amamos as amigas (eternas e passageiras), amamos pela vida inteira algumas amantes e por um instante, mas tórrido, as de um momento. Amamos as inalcançáveis nas telas, as que apenas passam. Nós amamos vocês quando as desejamos e quando não nos passa pela cabeça tê-las em uma cama. Nos as adoramos como corpos deliciosos, mas também as adoramos como seres maravilhosos"
Cap Pepe


Não sei se os homens hoje amam tanto as mulheres, com exceção do Captain, do moço aí embaixo, de alguns poucos que conheço. Paulo Francis, de quem eu não gostava, disse uma vez uma frase que nunca esqueci: "Eu sou do tempo em que os homens amavam as mulheres".

"Mais amor, por favor", diz a mais recente pichação nos muros paulistanos.
Homens, não tenham medo das mulheres. O que acontece hoje em dia de histórias desse tipo é incrível, correriam páginas interminaveis de internet com depoimentos das minas de todas as idades.

Não é o caso do intrépido Capitão Pepe, um dos últimos a viver pelo amor das mulheres. Nunca sei se é cria dos pagos do Rio Grande ou se apenas cresceu lá, há muitos anos é aquerenciado em São Paulo. Dia desses um amigo gaúcho fez uma incrivel canção para ele, falando de chinas e de redes. Sua história, já disse que vou escrever um dia, e ele permitiu, sem citar nomes, claro, muito menos o dele.
Mas será impossível reproduzi-la fielmente. O Capitão é único.

Oigale, my Captain, acho que essse homem sensível aqui embaixo traduz um pouco o seu sentimento sobre as mulheres inalcançáveis das telas. Ele, tão apaixonado pelas atrizes, casou com uma, namorou sabe lá quantas, páreo pra ti,talvez?Cantou tantas e mais Beatriz.

"Ela faz cinema" eu acho que é para a mulher dentro e fora da tela, que afinal não é preciso estar na tela grande pra fazer cinema, certo? Besos y gracias.


1- Ela faz cinema


2- As atrizes

7 comentários:

Anônimo disse...

Quase tantos anos de minha vida, conheço o Capitão Pepe. Apenas não o conheci na minha infância e pré-adolescência. Uma pena! Mas Capitão Pepe foi o mestre essencial para o que sou hoje. Com ele aprendi a suportar as dores da existência, as frustrações e o medo. Porém, com Capitão Pepe aprendi a enfrerntar, com coragem, a própria vida, com tudo de bom ou não que ela nos presenteia. E, mais do que tudo, aprendi a amar. A amar o próprio Capitão Pepe, MEU IRMÃO PARA TOAS AS HORAS. A amar os amores que me deixaram, os que simplesmente passaram por algum momento e os que deixaram saudade. Também aprendi a amar a SOLIDÃO. Não aquela em que nos sentimos vazios, mas a que sempre estamos conectados com os que mais amamos: irmãos, amigos(as), universo imenso. Capitão Pepe: só quero que saiba uma coisa: TE AMO, CONTINUO TE AMANDO, SONHO CONTIGO E TE ADORO, APESAR DA DISTÂNCIA QUE MUITAS VEZES NOS SEPARAM.

UM BEIJO BEM GRANDE PRA VOCÊ E NOSSA SEMPRE AMIGA BETH. Continue sempre amando nós, mulheres!

Elizabeth disse...

Lindo Luluza, grande beijo.

jo fevereiro disse...

MULHERES... Tão adoráveis que uma postagem que a gente considera definitiva, logo leva a outra melhor ainda. E, com certeza, outras e outras virão, cada vez melhores, MULHERES...

Elizabeth disse...

Beijão JÔ.

José Eduardo disse...

Luluza e Beth
Os comentários de vocês são típicos de outra característica das
mulheres: a generosidade
Quando me falam que uma mulher "deu" costumo responder: as mulheres sempre dão. Dão tudo e se dão inteiras
Cap Pepe

Tania Mendes disse...

Meu velho Capitan é de uma estirpe masculina em completa extinção. Por isso nós o amamos, pq ele ama. Já não se fazem homens como antigamente, sem querer dizer que apenas antigamente homens amavam mulheres. Ainda existem, são raros, mas bravos, límpidos, corajosos e companheiros. Capitan poderia ser como os da maioria de sua geração. Escapou! Que maravilha! Felizes nós, mulheres que o conhecemos e espramos econtrar, numa esquina ao acaso, ou num tango paulistano, outros como ele. Contra a extinção não das baleias ou das tartarugas, mas do machos com EME maiúsculo, que são os que amam e nós amamos.

Elizabeth disse...

Grande e valoroso Captain. Estas declarações estão me sugerindo um novo post,logo que eu consiga sair debaixo da chibata: Mulheres que amam os homens, especialmente o Captain ..